©2017 por Cristiane Peres. 

Siga-nos

Please reload

Posts Recentes

 

 

Chegou o grande momento, um dos mais importantes da sua vida: deixar a casa de seus pais e assumir o seu próprio cantinho. Mas, este sonho pode se transformar em um pesadelo se você não tiver feito um bom planejamento antes de assinar o contrato.

 

Por isso, através do convite de minha grande amiga Dra. Bruna Neubern, vou compartilhar um pouco da minha recente experiência no que diz respeito a esta mudança mental e física.

 

Este é o momento?

 

          Fundamentalmente, faça uma reflexão de como anda a sua vida e veja se você está realmente preparado pra esta revolução na sua rotina. Esta é sua prioridade agora? Você se sente estável no emprego? Está preparado para assumir mais despesas e responsabilidades em longo prazo? Se as respostas para estas (e outras) perguntas forem “sim”, então você acaba de dar um passo enorme em direção ao seu primeiro imóvel.

 

Aproveite para capitalizar!

 

            Neste período em que ainda compartilha o teto com seus familiares, tire proveito para engordar o cofrinho, já que suas despesas médias são bem mais baixas comparando com as de quem mora sozinho. Este dinheiro será muito bem-vindo para aumentar a entrada do seu imóvel ou até mesmo para mobiliar e decorá-lo. Lembre-se que dentro em breve os gastos integrais com água, luz, telefone, internet, mercado, gás, TV a cabo, manutenção, etc, serão todos por sua conta.

 

Comprar ou alugar?

 

        Esta é a pergunta de um milhão de dólares: ser proprietário ou locatário? Ambas as situações têm vantagens e desvantagens, e caberá a você decidir quais se encaixam melhor na sua vida.

Apenas citando alguns pontos, ao ser dono do imóvel você tem mais estabilidade, autonomia para reformas e construções, valorização do bem, ao mesmo tempo em que demanda um alto valor de aporte e financiamento (compromisso) por muitos anos, custos com manutenção, “congelamento” e falta de diversificação do valor investido, etc.

 

Por outro lado, alugar um imóvel será muito mais barato que comprá-lo, algumas responsabilidade por consertos estruturais ficam por conta do proprietário, garante a liberdade de se mudar de endereço mais rápido seja qual for o motivo, e ainda sobra dinheiro para fazer outros investimentos, viagens e demais prazeres imediatos, podendo até juntar para comprar um imóvel a vista futuramente. No entanto, o valor mensal do aluguel vai para outro bolso que não o seu, qualquer tipo de melhoria feita durante sua estada acaba ficando para o proprietário caso não faça nenhum acordo de abatimento no valor do aluguel, o seguro fiança ou fiador, a instabilidade de ter que desocupar o imóvel quando solicitado e os reajustes anuais.

 

Tanta coisa pra considerar, né? Ninguém disse que seria fácil, mas clicando neste link do site fipezap, você vai ter uma melhor noção em valores comparados para o mesmo imóvel comprando ou alugando e ajudar na decisão do ponto de vista financeiro. Vale ressaltar ainda os aspectos subjetivos, como a realização pessoal, que podem ter peso maior ou igual aos financeiros.

 

Em quanto tempo quero estar morando em outro endereço?

 

        Caso opte por comprar o imóvel, fique atento às condições e prazos de entrega junto às imobiliárias e construtoras/incorporadoras. Quanto mais tempo você tiver para se mudar, melhores e mais favoráveis suas alternativas de negociação. A oferta é bem grande para imóveis usados, novos, em construção ou na planta. Aproveite esta conjuntura para comparar o valor do metro quadrado por região, os planos de pagamento, a valorização/depreciação do imóvel nos últimos anos, projetos de melhorias para o bairro.

 

O mais importante de tudo é sempre consultar um especialista para analisar toda a documentação e não deixar que você invista suas economias em um empreendimento irregular. Informação é ouro e quanto mais souber, maiores as chances de você ficar satisfeito com o negócio.

 

 

O dinheiro do FGTS é seu!

 

        A essa altura você já trabalhou bastante e tem uma grana guardada no seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. De certo que existem n limitações para usar este dinheiro, mas, felizmente, a compra do seu primeiro imóvel para moradia não está entre elas. Confira aqui quais as condições para usar e abusar desta reserva que é inteiramente sua! Vai te ajudar bastante a compor o valor da entrada e te aproximar ainda mais do seu sonho.

 

Aproveite sua visita a uma agência da Caixa Econômica Federal, questione a respeito do financiamento habitacional – atualmente com os menores juros do mercado – e apresente o seu projeto. Se não tiver tempo, pode antecipar os cálculos com este simulador para ver se dá pé, mas isso não exclui a necessidade de se dirigir a uma agência para continuar o processo, ok?

 

A sorte está lançada!

 

Escrito para o Projeto "A Quatro Mãos": instruindo e inspirando no mercado imobiliário

 

Nota sobre o Projeto “ A Quatro Mãos”: Como docente e advogada tive a oportunidade de conhecer alunos, clientes e parceiros incríveis, que germinavam ideias e conhecimento conforme evoluíam em sua formação profissional, descobriam o dia-a-dia do judiciário brasileiro ou compartilhavam comigo suas experiências com relação à “justiça”. Deste reconhecimento nasceu a ideia de convidar algumas dessas pessoas para produzirem textos que pudessem esclarecer dúvidas, instruir ou inspirar futuros leitores.

Conforme demonstrado acima a experiência tem sido gratificante! 

Muito Obrigada Wilson! 

 

Tenho muito orgulho de ser sua amiga  e ter assistido sua admirável evolução profissional!

Bruna Neubern de Souza

 

(Nota: É proibida a divulgação deste artigo sem a devida autorização do Autor, ou, explícita divulgação da fonte e autoria)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon